TEMER, CUNHA E ALVES DESVIARAM R$ 250 MILHÕES DA CAIXA, DIZ FUNARO

22/09/2017

Apontado como operador da cúpula do PMDB, o empresário Lucio Funaro fez novas revelações que complicam ainda mais os líderes do partido; em sua delação, Funaro diz que o grupo político formado por Michel Temer, Eduardo Cunha e Henrique Alves recebeu cerca de R$ 250 milhões em propinas oriundas de créditos da Caixa Econômica Federal, repassados pelas vice-presidências de Pessoa Jurídica e Fundos de Governo e Loterias; as duas áreas foram controladas pelo PMDB e comandadas por Geddel Vieira Lima e Fábio Cleto; Funaro disse que Cunha funcionava como um “banco de propina” para deputados e, depois, virava o “dono” dos mandatos de quem era beneficiado.



Outras notícias de Saopaulo