Jornalista Zé Roberto entrevista Wellington Roberto Alves

23/02/2018

Wellington Roberto Alves dos Santos. Presidente do sindicato dos trabalhadores de Osasco, CTB e o “STICCOR”.

Folha Oeste:: Bom dia a todos os amigos e amigas do Face estamos na redação do Jornal

Folha Oeste: em mais uma entrevista. Eu jornalista Zé roberto. Com o nosso convidado de hoje é o sindicalista. Wellington Roberto Alves dos Santos. Presidente do sindicato dos trabalhadores de Osasco e Região (STICCOR) e CTB. Wellington: Bom dia a todos do

Folha Oeste:. Eu estou a disposição do jornal ao Zé Roberto. Quero agradecer ao

Folha Oeste: pelo convite e me coloco a disposição para responder as suas perguntas.

Folha Oeste:: Vamos falar um pouco da reforma da tra-balhista. Wellington: Hoje estamos aqui para falar da politica sindical o mal que essa reforma esta fazendo para nos, o que a reforma trabalhista pode trazer de prejuízo para os trabalhadores.

Folha Oeste:: Primeiro a reforma trabalhista que entrou em vigor em 2017, quais foram os primeiros reflexos que teve no movimento sindical e para os trabalhadores tem alguma noção. Wellington: O trabalhador já esta tendo reflexo dessa reforma começa assim, das suas saúdes bem-estar do trabalho já refleti muito, você vai visitar uma obra hoje, a impressa já limita mais o acesso do sindicato nos locais de trabalho, é bater mais de frente, eles estão conseguindo virar a cabeça do trabalhador, nos estamos aqui para explicar a importância do sindicato, para garantir os direitos deles não é fácil, hoje o trabalhador vai entrar com uma ação trabalhista contra a impressa, é perigoso o trabalhador sair devendo, é isso que é muito ruim para o trabalhador, então nosso trabalho é explicar para o trabalhador os seus direitos.

Folha Oeste:: Algumas impressas esta aplicando a reforma em vigor, dando férias em três vezes, trabalho temporário, na hora da Homologação após um ano de trabalho homologar própria empresa, mas a categoria profissional não aceita, ou é na sede do sindicato ou no ministério do trabalho nas delegacias regionais, por tanto as pessoas preferem o mais seguro tem estrutura para os trabalhadores. Wellington: Exatamente Zé Roberto, inclusive tivemos a campanha salarial tivemos centenas de trabalhadores que reconhecerão nos, como representantes para negociar os direitos deles, agora vai ser o primeiro ano que vamos negociar junto com o sindicato patronal e da reforma trabalhista, vai ser uma briga vamos se unir trabalhadores chegar com força e conseguir um reajuste bom para categoria para as classes sócias e econômicas, para depois proceder os direitos da convenção coletiva, depois o que é negociado, você vê com seu patrão o que foi homologado.

Folha Oeste:: Vai ser o primeiro teste do movimento sindical, esse ano sobre a nova legislação trabalhista e qual o caminho daqui pra frente. Wellington: Então na nossa categoria da construção civil não tivemos problemas a respeito disso, quem representa os trabalhadores é sua categoria em si, que é representada na assembleia. Os trabalhadores sem o sindicato não têm forças e os sindicatos sem os trabalhadores continuam sem representatividade e fracos perante as negociações patronais. Tem varias decisões injustas que sempre estamos mostrando para o trabalhador e sempre mostrando seus direitos.

Folha Oeste:: Qual é o próximo passo as negociações, sobre o crescimento econômico e geração de emprego. Wellington: É estimular o emprego na região, para trazer novos investimentos, porque deu uma parada precisamos melhorar isso a taxa de desemprego aqui em Osasco é grande de mais, aqui tem uma grande margem de crescimento no setor imobiliário a maior obra de São Paulo estava aqui em Osasco tcniza, entre outras bem produtivas no desenvolvimento e crescimento de Osasco.

Folha Oeste:: E qual foi seu maior desafio nesse período. Wellington: “Na realidade além da experiência marcante no movimento foi encarar de frente participando ao lado dos trabalhadores das greves buscando melhores salários, benefícios e buscando ainda mais soluções e reivindicações para o trabalhador da construção civil”.

Folha Oeste:: Chegamos ao final quero agradecer nosso convidado. Wellington Roberto Alves dos Santos. Muito obrigado pela sua visita na redação da

Folha Oeste: é uma satisfação. Wellington: Quero agradecer toda equipe do Jornal

Folha Oeste: comunicação ao Jornalista Zé Roberto muito bom bater esse papo e falar da minha trajetória bater esse papo com meu amigo, muito obrigado mesmo abraço a todos Wellington.



Outras notícias de Entrevista