Barueri recebe programa de responsabilidade social da CBF

13/06/2018

Barueri vai implantar o programa da Confederação Brasileira de Futebol chamado CBF Social. A ideia é educar crianças e jovens através do esporte, utilizando a estrutura do município (campos, quadras e educadores físicos) com a metodologia desenvolvida pela entidade máxima do futebol nacional. “Importamos uma experiência muito positiva da ONU, que recomenda alguns princípios para aperfeiçoar a educação no mundo e, através da comissão técnica da seleção brasileira, particularmente do Tite e do Edu Gaspar, nós concebemos uma doutrina, um pensamento de como essa educação poderia ser levada aos campos de futebol”, informou o secretário-geral da CBF, Walter Feldman. “É diferente da escolinha de futebol, não queremos ensinar as crianças a serem craques, queremos que sejam craques na vida. Sempre colocando, através do futebol, práticas de compreensão da vida”. Em reunião que selou a parceira, no gabinete do prefeito de Barueri Rubens Furlan na manhã de sexta-feira (dia 8), o dirigente da CBF explicou que o projeto está em fase de laboratório e a primeira experiência acontece com sucesso em Ribeirão Pires. Barueri foi escolhida para esta nova etapa por sua capacidade administrativa e pela relação que tem com o esporte. “A segunda experiência não é aqui por acaso. Temos mais de 100 cidades brasileiras interessadas, mas queremos ser uma referência e reproduzir isso no Brasil inteiro. A Conmebol e a Fifa já estão muito interessadas em importar esse projeto. O programa tem caráter científico e, após a implantação, vamos construir indicadores para provar que a criança que pratica atividades físicas e recebe valores melhora a sua performance educacional”, afirmou Feldman, relatando que o projeto também combate a obesidade infantil e o sedentarismo. Barueri Para o prefeito de Barueri, a cidade busca ser exemplo na compreensão do esporte como uma atividade educacional relevante. “Através desses projetos a gente consegue diminuir a criminalidade. No momento em que os jovens começam a aprender algo, se soltarmos a mão deles, eles vão aprender outra coisa. É importante que eles aprendam a ser um craque da vida”, salientou Furlan. Responsável pela parte barueriense no projeto, o secretário municipal de Esportes, Tom Moisés, acompanhado de colaboradores área de futebol do programa Barueri Esporte Forte e por representantes do Oeste, que manda seus jogos na Arena Barueri, ressaltou o empenho da cidade. “Temos muitos profissionais, pessoas qualificadas, competentes e comprometidas com o que fazem. Vamos trabalhar muito”, assegurou.



Outras notícias de Barueri