MP-SP instaura inquérito para apurar morte de cachorro em supermercado de Osasco

06/12/2018

Em nota, o Carrefour afirma que o animal circulava pela unidade há alguns dias e que o Centro de Zoonoses foi acionado diversas vezes para que o cachorro fosse retirado do local, mas o chamado só foi atendido na última sexta (30). Em nota, a rede afirma que o funcionário envolvido foi previamente afastado. O texto, entretanto, alega que o animal perdeu os sentidos após a abordagem de profissionais do Centro de Zoonoses de Osasco. "No momento da abordagem dos profissionais do órgão para imobilização, o cachorro desfaleceu em razão do uso de um 'enforcador'". A Prefeitura de Osasco confirmou que recolheu o animal ferido e sangrando, com escoriações múltiplas. No entanto, a nota enviada pela assessoria de imprensa não cita o desmaio durante o uso do enforcador. Rafael Leal contesta a versão do Carrefour e diz que o animal não foi retirado da loja por profissionais do Centro de Zoonoses. Ele foi socorrido por quem passava pelo local e viu o cachorro ferido. "O cachorro foi resgatado com vida todo ensanguentado por uma pessoa que estava perto e socorreu. Ele foi levado para uma clínica veterinária particular, mas morreu em atendimento", conta.



Outras notícias de Osasco


  • Próximo